Aluna conquista oportunidade em multinacional na Alemanha

A estudante Isabella Tatulli, 24, estava em um momento profissional de incerteza após concluir a graduação em Publicidade e Propaganda no final de 2016. "Cheguei a atuar com design gráfico, marketing, social media, mas não estava satisfeita com o rumo que a minha carreira estava tomando", conta ela.

Foi em uma conversa com um colega da área de recursos humanos que ela ouviu falar em UX Design. "Após pesquisar um pouco sobre o assunto, vi que poderia ser um caminho bem interessante. Me arrependi um pouco de não ter cursado Design na faculdade, cheguei até a cogitar entrar novamente na graduação, mas outros três ou quatro anos de estudos ficaria bem puxado”, diz ela, que encontrou na EBAC o curso que a ajudaria a mudar seu caminho profissional.

Isabella conta que apostou no curso de Direção de Criação Digital como um caminho para aprender e entrar no mercado de design digital e tecnologia. “O curso foi muito bem estruturado para nos preparar para o mercado, e nele aprendemos técnicas e metodologias usadas nas maiores agências e consultorias para realizar os projetos. Isso nos deixa bem seguros para desenvolvermos as atividades propostas e receber um feedback construtivo a cada entrega. É puxado, mas todo esforço é recompensado’, conta.

As aulas deram nova perspectiva a Isabella que resolveu arriscar: candidatou-se a uma vaga na Alemanha e agora se prepara para iniciar um estágio na área de UX/UI em uma startup da Bosch, em Munique.

“Jamais teria conseguido essa vaga sem o portfólio que eu desenvolvi na EBAC, nas aulas desses professores. Além disso, por ser uma instituição britânica, pesou muito no meu currículo no momento de aplicar para uma vaga na Europa”, completa ela, que também destaca outro ponto positivo da escola: caso o aluno não tenha um nível intermediário na prática com as ferramentas mais comuns da Adobe, há cursos extras na EBAC voltados a essa função.

O processo teve várias etapas. Isabella escolheu uma vaga que dava "match" com suas habilidades e momento profissional (entry level). "Assim que fui selecionada, precisei enviar currículo e carta de apresentação. Na segunda fase, enviei meu portfólio todo traduzido para o inglês e um exercício de UX Research solicitado. Nesse momento, eles se interessaram pelo meu portfólio, pois apresentei projetos em que demonstrava diferentes habilidades (service design, UI, IoT e UX). Como é uma startup que trabalha com IoT (internet of things), o conhecimento (mesmo que básico) dessa tecnologia foi um grande diferencial”, diz ela.

No estágio em Product Design ela vai participar tanto dos processos de UX quanto de UI. Como a plataforma ainda está em desenvolvimento, ela vê a chance como “uma super oportunidade para aprender e ver de perto como funciona essa fase embrionária do app”.

Estudar ou trabalhar fora do país sempre foi uma vontade, mas Isabella conta que não achou que aconteceria tão rápido. Agora, é encarar o desafio. “Creio que vá ser um mundo totalmente novo e estou pronta para desbravá-lo (risos). Nunca tive a oportunidade de trabalhar em uma fintech e espero aprender todos os dias. Sinto que a EBAC me preparou e me deu todas as ferramentas necessárias para realizar o meu sonho de trabalhar em um país que é referência em design, como a Alemanha”.

***

Aqui na EBAC, os alunos estudam com os melhores profissionais do mercado e desenvolvem habilidades para enfrentar as demandas reais do setor. Confira quais cursos oferecemos nas áreas de comunicação visual e digital e business e inovação:

Cursos de Especialização

Direção de Criação Digital
UX/UI
Ilustração
Ilustração Digital
Design Gráfico